Engajamento, autoridade digital e fonte de renda recorrente: desejo ou realidade?

Tempo de leitura: 6 minutos

engajamento e autoridade 

Neste artigo falaremos sobre engajamento, autoridade digital e fonte de renda recorrente: desejo ou realidade? Estes são três itens que não podem sair do cardápio quando se busca o sucesso na internet. E perguntamos de cara: desejo ou realidade? Sim, porque existe um abismo entre desejar ser uma autoridade e conseguir de fato. 

Fazer sucesso nas redes sociais não é fácil. E ter uma fonte de renda recorrente, fruto deste engajamento, é mais difícil ainda. Para ambos os objetivos acontecerem – engajamento e fonte de renda – tornar-se uma autoridade digital é o caminho. Ou seria: para se ter engajamento é preciso ser autoridade? Ou, quem sabe: para se ter renda é preciso engajamento e autoridade? Bem, isso mostra que os três itens estão muito relacionados, aumentando a sua importância para o sucesso online.

Fonte de renda recorrente

Vamos começar falando sobre fonte de renda recorrente que, em última instância, é o que o empreendedor digital busca. A palavra recorrente é a parte mais difícil, pois repetir ganhos de forma constante, assídua, seja diária, semanal ou mensal, requer um projeto. Não acreditamos em sucesso digital de médio e longo prazo sem um projeto, sem um método.

Por outro lado, sabemos (não só acreditamos) que é possível ter não apenas uma, mas duas ou três fontes de renda online, desde que um projeto bem alicerçado esteja em andamento. Este projeto é específico e está baseado naquilo que o empreendedor tem de especialidade ou naquilo que ele quer oferecer ao mercado. Porém, as estratégias e ferramentas são próprias do método que ele buscou para fazer o seu projeto crescer e ser um sucesso. 

Seja qual for o método, dois objetivos precisam norteá-lo: (1) tornar o empreendedor ou o seu projeto uma referência, ou seja, uma autoridade digital; e (2) aumentar cada vez mais o seu tráfego, ou seja, o seu engajamento. Autoridade traz credibilidade; credibilidade traz engajamento; engajamento traz vendas. 

Vendas recorrentes, fonte de renda recorrente. Este deve ser o axioma funcional de seu projeto digital. Fora disto, é trabalho, tempo e dinheiro desperdiçados. Então você pergunta: como aumentar o engajamento e tornar-se uma autoridade, a fim de ter vendas e a desejada renda recorrente?

Engajamento de suspects, prospects, leads e advocates

Quantidade, números, quanto mais melhor… engajamento também é isso. Mas não é só isso! É, para além dos números, muita interatividade. Em outras palavras: engajamento é qualidade. Suspects, Prospects e Leads não querem ser apenas mais um número. Eles querem o seu interesse por eles. Eles querem a sua intenção genuína de ajudá-los sinceramente. Eles sabem que você quer vender para eles, mas preferem que você não demonstre explicitamente isto. Eles querem se sentir seguros naquilo que vão comprar. 

No mercado físico, existe um dito que diz que quem não costuma sorrir, não devia abrir um comércio. As pessoas gostam da simpatia do dono. No mundo digital o “sorriso” é a interatividade. Esta é a aliada poderosa do empreendedor, pois Suspects, Prospects e Leads se tornarão clientes através dela. E se esta interatividade chegar aos níveis mais íntimos (no bom sentido) com o cliente que comprou, ele se tornará um Advocate, ou seja, um divulgador não remunerado de seu produto. E ninguém “advoga” em favor de outro (ou de algo), caso não o considere uma autoridade. 

Como empreendedor digital, pense no seguinte: para você, o que é um cliente comprador (aquele que comprou)? Vamos responder situando no passado e no futuro. No passado ele era apenas uma pessoa sem intenção de comprar. Ou com intenção de comprar (suspect), mas não especificamente o seu produto, pois não sabia de sua existência. Você, como empreendedor usou toda a sua força motriz para que seu produto chegasse até a visão dele (prospect) e, assim, se transformasse numa alternativa de compra (Lead). O cliente então comprou e virou um cliente comprador.

E no futuro, o que ele é? Será um comprador recorrente ou mesmo um advocate? Será aquele cliente que lhe dará muitas felicidades ainda? Pois isso vai depender, e muito (muito mesmo), de sua interatividade com ele e vice-versa. Caso contrário, este cliente será apenas passado, comprou e… Existe outra máxima no marketing: é mais barato manter um cliente existente que conseguir um novo. Reflita sobre isto!

Autoridade digital, finalmente!

Existe uma linha do Marketing que é chamada Marketing de Imagem. Podemos utilizar alguns de seus conceitos aqui, a fim de explanar sobre autoridade digital. O Marketing de Imagem possui muitos princípios, mas os três principais são: imagem, conteúdo e credibilidade. É facilmente aplicável em diferentes situações mercadológicas. Funciona assim:

– 1º) Imagem – o produto ou serviço deve aparecer para o seu cliente potencial, este deve saber que o produto existe, afinal, ninguém compra o que não vê;
– 2º) Conteúdo – aquilo que o cliente viu (o produto) existe de verdade, possui o conteúdo mostrado inicialmente. Vamos a um exemplo. A pessoa recebe um folder de um restaurante cuja especialidade é camarão. O folder diz que lá tem o melhor camarão da cidade e o atendimento é ótimo. A pessoa compra a ideia pela imagem que recebeu, vai até o restaurante e vira um cliente comprador. Porém, o camarão não é bom como disseram e o atendimento é péssimo. Este cliente não vai comprar a segunda vez. Quer dizer, a imagem que lhe passaram não existia de verdade, faltava o conteúdo;
– 3º) Credibilidade – faltando o conteúdo, a credibilidade do produto ou serviço não existirá para este cliente que comprou uma imagem, mas não recebeu o seu conteúdo. E sem credibilidade, nada de autoridade.

O caminho certo é: a imagem do produto aparece; o cliente compra e recebe o conteúdo prometido; fica satisfeito e passa a ter credibilidade pelo produto. Assim, está formado outro advocate que divulgará mais e mais o produto.

Veja, com o que foi exposto até aqui, quantos direcionamentos podemos fazer para o marketing digital e, por via de consequência, para o tema deste artigo, que é engajamento, autoridade digital e fonte de renda recorrente: desejo ou realidade? A venda do produto digital é a fonte de renda recorrente, mas só se houver engajamento do público que, por sua vez, só acontecerá se for criada a imagem de uma autoridade digital. São, basicamente, três frentes a serem cuidadas e atingidas em sua plenitude: autoridade, engajamento e fonte de renda. Não perca o foco!

Portanto, achamos que o empreendedor digital deve refletir sobre dois pontos básicos para conseguir transformar em realidade o sucesso que almeja. O primeiro ponto é a ideia e o conteúdo de seu projeto, sempre considerando a sua viabilidade de mercado. O segundo é o método no qual será alicerçado tal projeto. Aqui, considerando, sem abrir mão, que este método vise lhe transformar numa autoridade digital, com forte engajamento do público e, assim, irá lhe promover aquela (ou aquelas) fonte de renda recorrente, finalmente!

E seja feliz!

 

Deixe o seu comentário aqui!

comments